A maior massa de ar frio que atingiu o Paraná em 2021 fez despencar as temperaturas em todas as regiões do Estado na madrugada desta quinta-feira (29). Das 63 estações meteorológicas analisadas pelo Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar), 34 registraram temperaturas negativas. A mais baixa foi em Palmas, com -4,5°C.

 

O frio intenso já bateu recordes em todo o território paranaense. Ao todo, 26 localidades registraram as temperaturas mais baixas em todo o ano.

 

“Foi uma madrugada bem gelada em todo o Paraná, com temperaturas negativas principalmente na metade sul paranaense, com destaque para a região de Palmas e General Carneiro, com valores de -4°C nos termômetros já no meio da madrugada”, informou Lizandro Jacóbsen, meteorologista do Simepar. “As temperaturas negativas foram registradas no Oeste, Sudoeste, Centro-Sul, Campos Gerais, Região Metropolitana de Curitiba e em algumas cidades da faixa Norte”.

 

SAIBA MAIS: Governador reforça o compromisso em atender os mais vulneráveis no frio


SAIBA MAIS: Governo entrega 42 mil peças de roupa para regiões mais frias do Paraná


Foram registradas temperaturas abaixo de zero em Apucarana (-0,2°C), Assis Chateaubriand (-2,4°C), Campo Mourão (-3,1°C), Capanema (-1,5°C), Cascavel (-4,1°C), Cerro Azul (-2,3°C), Clevelândia (-3,4°C), Colombo (-1,6°C), Curitiba (-0,8°C), Cândido de Abreu (-2,3°C), Foz do Iguaçu (-1,4°C), Francisco Beltrão (-0,9°C), General Carneiro (-2,2°C), Guarapuava (-4,2°C), Guaíra (-0,4°C), Inácio Martins (-4,0°C), Irati (-1,8°C), Jaguariaíva (-2,9°C), Lapa (-2,1°C), Laranjeiras do Sul (-1,5°C), Marechal Cândido Rondon (-0,7°C), Palmas (-4,5°C), Palmital (-0,8°C), Palotina (-3,4°C), Pato Branco (-2,0°C), Pinhais (-1,6°C), Pinhão (-3,5°C), Ponta Grossa (-4,3°C), Santa Helena (-0,4°C), São Miguel do Iguaçu (-1,2°C), Telêmaco Borba (-2,6°C), Toledo (-3,9°C), Ubiratã (-0,5°C) e União da Vitória (-0,3°C).

 

As sensações térmicas chegaram a -10ºC em Palmas, -5,5ºC em Guarapuava e -4,8ºC em Cascavel.

 

GEADA - O frio é resultado de uma massa de ar polar que avançou pelo Paraná entre segunda e terça-feira, e deve deixar as temperaturas baixas até o fim de semana. O meteorologista do Simepar informa que, além da temperatura baixa, o vento deixa a sensação de frio mais acentuada do que os valores de termômetro. Apesar de incômodo, o vento ajuda a conter a geada em diversos municípios nas primeiras horas da manhã. No entanto, a atenção ainda é necessária.

 

“Mesmo assim, as geadas aparecem sobre o Estado, porque os valores de temperatura estão baixos até mesmo no Norte e no Litoral”, explicou.

 

Para as próximas 24 horas, a previsão do Simepar é de formação de geadas em quase todos os municípios do Paraná, sendo mais fortes no Centro-Sul, Campos Gerais e Região Metropolitana de Curitiba.

 

Conforme se desloca para o Oceano Atlântico, a frente fria começa a perder intensidade no fim de semana, mas ainda mantendo temperaturas baixas e alerta de geada no Sudoeste, Sul, Região Central, Campos Gerais e RMC, além do sul do Norte e Norte Pioneiro. A expectativa é que, no domingo, áreas de instabilidade apareçam a partir do Paraguai, diminuindo a previsão de geadas.

 

SAIBA MAIS: Projetos para modernizar Ilha do Mel recebem sugestões de moradores


MÁXIMAS - Para esta quinta-feira (29), a previsão é de tempo estável, sem ocorrência de chuva. Mesmo com sol, a temperatura não sobe muito, mesmo no período da tarde. Segundo Jacóbsen, a previsão é que as temperaturas sejam semelhantes às registradas na quarta-feira (28).

 

Na região Oeste, as máximas previstas são de 14°C para Foz do Iguaçu, 12°C em Cascavel e 13°C de Santa Helena a Guaíra. No Sudoeste, previsão de 10° entre Francisco Beltrão, Pato Branco e Laranjeiras do Sul.

 

No Centro-Sul, máxima de 9°C entre Guarapuava e União da Vitória. Nos Campos Gerais, a temperatura não deve passar dos 10°C entre Ponta Grossa e Tibagi, e de 11°C em Telêmaco Borba e Jaguariaíva.

 

Na Capital, é esperada a máxima de 10°C. Já no Litoral, 14°C entre Paranaguá e Guaratuba. No Norte, também 14°C em Paranavaí e Londrina, e 13° em Maringá.

 

PROTEÇÃO - Para reduzir o impacto do frio nas populações vulneráveis, o Governo do Estado promove um plano de contingência criado por diferentes secretarias e coordenado pela Defesa Civil do Paraná. As ações atuam na prevenção de danos, com orientação, doação de roupas e construção de abrigos temporários.

 

“A organização do Estado é para dar apoio e amparo para proteger da melhor maneira possível a população do Paraná. Normalmente o inverno é rigoroso no Paraná, estamos acostumados. Esse será mais um, talvez pouco mais intenso”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior, que reforçou o compromisso na proteção da população contra o frio.

 

Confira as cidades que bateram recorde de frio nesta quinta-feira (29):

 

Altônia: 1,2°C

Antonina: 3,9°C

Antonina: 4,6°C

Apucarana: -0,2°C

Baixo Iguaçu: -1,6°C

Campo Mourão: -3,1°C

Cândido de Abreu: -2,3°C

Cascavel: -4,1°C

Cerro Azul: -2,3°C

Cianorte (Cocamar): 0°C

Curitiba: -0,8°C

Foz do Iguaçu (Itaipu): -1,4°C

Guaíra: -0,4°C

Jaguariaíva: -2,9°C

Laranjeiras do Sul: -1,5°C

Loanda: 0,6°C

Londrina: 0,5°C

Palotina: -3,4°C

Paranaguá: 6,1°C

Paranavaí: 0°C

Pinhais: -1,6°C

Ponta Grossa: -4,3°C

Santo Antônio da Platina: 0,2°C

São Miguel do Iguaçu: -1,2°C

Toledo: -3,9°C

Ubiratã: -0,5°C



FONTE: Agência Estadual de Notícias do Paraná | FOTO: Gilson Abreu/AEN